Benefícios da castração de cães e gatos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Benefícios da castração? Mito ou verdade? Existe benefício mesmo? Esse assunto ainda causa receio em alguns tutores, mas é compreensível, aliás estamos falando de uma cirurgia

Existem alguns mitos sobre as fêmeas terem que ter a primeira ninhada antes da castração para assim serem felizes o resto da vida. Já os machos dizem que os tornam tristes e frutados, as afirmações acima claro que são falsas.

Então, continue lendo que iremos explicar tudo sobre castração de cachorro e de gatos e quais são seus benefícios.

  • O instinto animal é preservado
  • Os passeios tornam-se mais tranquilos e agradáveis tanto para o tutor quanto para o pet
  • A cirurgia não faz o cachorro engordar
  • Aumenta a expectativa de vida

Particularidades sobre fêmeas:

  • Com a castração das cadelas as chances de gravidez psicológica, infecção das mamas (consequência) e gravidez indesejada são mínimas 
  • Evita Piometra (infecção no útero);
  • Evita câncer (neoplasia)
  • Evita o cio
  • Diminui as chances de câncer de mama (92% das fêmeas castradas entre o primeiro cio e o segundo cio não desenvolvem a doença)
  • Evita doenças geneticamente transmissíveis tais como: displasia e epilepsia

Particularidade sobre machos:

  • Diminui a chance de fugas
  • Diminui o hábito de marcar território com xixi
  • As chances de tumores para os machos são mínima
  • Sem constrangimento de o cachorro agarrar as pernas e braços de visitas
  • Melhora o comportamento agressivo 

Castrar seu animal sai muito mais barato

Precisamos pensar financeiramente, o que custa mais: Realizar uma castração (se tiver plano de saúde com cobertura para o procedimento, não arcará com este valor) ou uma ninhada de filhotes que não estava nos planos da família e gastar com vacina, tratamentos e até doenças desenvolvidas?

Sem a castração os animais estão sujeitos a desenvolver doenças como: câncer de mama, próstata e tantas outras doenças. A marcação de território gasta o tempo com limpeza e o cheiro que na maioria das vezes não são tão agradáveis. 

Quando castrar o animal?

Para aproveitar ao máximo os benefícios da castração, o ideal é que o procedimento em cadelas seja feita antes do primeiro cio, diminui a chances de câncer de mama e em 99% das cadelas castradas o quanto antes a doença não se desenvolve. A castração em gatas também deve ser feita antes do primeiro cio reduz de 40% a 60% as chances de ter câncer de mama.

Para os machos, tanto gatos quanto cachorros, além de diminuir as chances de câncer de proposta, também diminui a agressividade do animal e sua busca por território.

Cuidados antes da castração

O indicado é que o animal passe por uma consulta médica e faça alguns exames, para não ter complicações durante a cirurgia na anestesia,  incisão e após a cirurgia na cicatrização.

Neste momento tudo é levado em consideração, a idade do animal, seu histórico de saúde e as condições financeiras do tutor para uma boa conclusão da saúde do animal e assim prosseguir com a cirurgia.

Animais doentes, debilitados, sem imunidade ou que estejam com qualquer outro tipo de sintoma diferente, não devem ser submetidos a cirurgia. Somente se houver indicação médica para isso.

O médico veterinário irá solicitar que seja feita a restrição de alimentos pelo menos 12 horas antes da cirurgia e de líquidos pelo menos de 3 a 6 horas, é extremamente importante respeitar o jejum solicitado pelo médico, o jejum feito inadequadamente é perigoso ao animal, a anestesia pode causar vômitos e mal estar, com o animal desacordado é dificultoso expelir tudo o que está em seu organismo gerando complicações.

Como é feita a castração?

No momento da castração o animal é anestesiado para que não sinta dor ou qualquer tipo de desconforto durante o procedimento, existem dois tipos de anestesia: por inalação ou injetável. A escolha entre elas é por parte do médico veterinário que irá basear-se na saúde do pet, conforme as informações anteriores.

A castração das fêmeas é feita por uma incisão, que pode variar de tamanho, na região da barriga próxima ao umbigo onde ocorre a retirada dos ovários e do útero. A castração dos machos é feita uma pequena incisão próximo aos testículos e os mesmo são retirados

Animais em bom estado de saúde, ficam bons em alguns dias e voltam às atividades normais, mas ainda devem ter alguns cuidados que serão citados no próximo tópico.

Cuidados pós-castração

É bem comum que o pet se comporte como se nada tivesse acontecido após a cirurgia, por isso na primeira semana a atenção tem que ser redobrada

  •  Evite ao máximo que o cachorro pule de camas, sofás, do colo ou fazer estripulias nos primeiros dias da cirurgia, apesar do comportamento aparentemente bem (para um animal que fez cirurgia a poucas horas ou dia), o animal possui pontos internos e podem romper caso o pet não fique mais quieto
  • Passeios e atividades intensas precisam ser pausadas nesse período, opte por caminhadas mais leves e com pouco sol
  • Não deixe o animal lamber a incisão da cirurgia, o colar Elizabetano, conhecido como “cone” pode ser um grande amigo nessas horas
  • Seguir à risca todos os medicamentos e curativos que o médico veterinário receitar

Castrar é um ato de amor. Agora sabendo de tudo isso, que tal reconsiderar? Castrar sai muito mais barato.

E você tem animais de estimação e eles são castrados? Conte para nós, queremos saber sobre seus pets.

Veja também: