Plano de saúde empresarial – entenda melhor antes de contratar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Encontrar um plano de saúde empresarial que atenda às necessidades dos seus colaboradores ao mesmo tempo em que não pese tanto no caixa da empresa é uma tarefa complicada.

O plano de saúde é um benefício extremamente importante para a motivação do funcionário e para garantir a saúde e o bem estar do mesmo. Portanto, antes de tomar qualquer decisão, é preciso considerar diversos detalhes contratuais para não ser pego de surpresa.

Para te ajudar nessa tarefa, abaixo estão os 10 principais pontos que você precisa saber na hora de encontrar um plano de saúde empresarial.

1. Entenda as necessidades dos seus colaboradores

Em primeiro lugar, é essencial que sua empresa entenda o perfil dos seus colaboradores antes de decidir as características do plano de saúde empresarial que você vai contratar.

As principais informações que precificam o plano de saúde empresarial:

  • Gênero dos colaboradores, pois existem alguns médicos específicos para homens e mulheres;
  • Número de colaboradores em cada faixa etária, pois quanto maior a idade do seu funcionário, mais alto é o valor da mensalidade do plano de saúde para ele;
  • Número de funcionários com doenças crônicas, para verificar se há coberturas adequadas para tais doenças;
  • Estado Civil e número de filhos, já que o plano deles poderá acolher cônjuges e filhos

Conhecendo as principais características, é possível contratar um plano de saúde empresarial mais adequado, fazendo com que seja possível redução de custo, já que você pode deixar de contratar algumas coberturas que não atendem aos seus funcionários.

2. Conheça as coberturas do plano de saúde empresarial

Logo após conhecer as necessidades dos seus colaboradores, conheça as coberturas de um plano de saúde empresarial, pois é ela quem define os procedimentos disponíveis aos beneficiários:

  • Ambulatorial: consultas médicas em clínicas ou consultórios, exames e tratamentos ambulatoriais.
  • Hospitalar sem obstetrícia: serviços hospitalares como atendimento ao pronto-socorro ou internações, sem garantir assistência ao parto.
  • Hospitalar com obstetrícia: serviços hospitalares como atendimento ao pronto-socorro ou internações, com garantia de assistência ao parto e durante 30 dias após o parto.
  • Referência: engloba todas as coberturas citadas acima
  • Odontológico: cobre procedimentos exclusivamente odontológicos.

A ANS disponibiliza uma lista com consultas, exames e tratamentos que os planos de saúde são obrigados a oferecer, seja qual for o plano de saúde empresarial contratado. Mas, para que haja uma competição de mercado entre as operadoras, algumas delas oferecem coberturas além do rol da ANS.

3. Escolha a abrangência geográfica: Regional ou Nacional

O plano de saúde empresarial pode ter 2 tipos de abrangências, são elas:

  • Abrangência regional, que permite a utilização do plano de saúde empresarial apenas na rede credenciada da região;
  • Abrangência nacional, que permite a utilização do plano de saúde empresarial em todo o território nacional.

A abrangência escolhida na hora de contratar um plano de saúde para sua empresa é levada em conta no cálculo do valor do plano e também na utilidade que ele terá para seus colaboradores.

4. Rede credenciada

As operadoras disponibilizam listas com todas as clínicas, laboratórios e hospitais que atendem em cada plano oferecido, por isso, é fundamental observar no momento da contratação do plano de saúde empresarial essa rede credenciada.

Ao observar essa lista, verifique prontos-socorros próximos à sua empresa e próximos à residência dos colaboradores, pois em casos de emergências o pronto-socorro é o mais utilizado no plano de saúde empresarial.

5. Tipo de acomodação

Esse também é um dos pontos principais que devem ser observados na hora da contratação do plano de saúde para sua empresa. 

Existem dois tipos de acomodações que devem ser escolhidas antes da contratação do plano de saúde:

  • Apartamento: Apesar do nome, o apartamento é um quarto normal no hospital. O diferencial do apartamento, é que ele é individual, ou seja, em caso de internação, o paciente não dividirá o espaço com nenhum outro paciente do hospital, e contará com banheiro exclusivo e horários de visita e acompanhamentos diferenciados.
  • Enfermaria: Já na acomodação enfermaria, em caso de internação o paciente dividirá espaço com outros pacientes, o banheiro não é exclusivo e as regras para visitas e acompanhantes são menos flexíveis. Essa é, geralmente, a alternativa mais barata.

6. Com ou sem Coparticipação?

Escolher entre um plano de saúde empresarial com coparticipação ou sem coparticipação pode tornar a contratação mais barata para o empregador. 

  • Sem coparticipação, a empresa paga a mensalidade do plano de saúde empresarial e também as taxas sobre cada serviço utilizado pelo beneficiário, que é o funcionário;
  • Com coparticipação, a empresa paga a mensalidade do plano de saúde mas quem paga as taxas sobre cada serviço utilizado é o próprio beneficiário, que é o funcionário. 

O valor da tarifa pode variar de acordo com o serviço utilizado, e o pagamento é descontado diretamente na folha do colaborador.

7. Modalidade de inclusão do plano de saúde empresarial

Durante a contratação de um plano de saúde para a sua empresa, você irá se deparar com dois modelos de inclusão de vidas, que são:

  • Compulsório: A empresa inclui todos os colaboradores no plano de saúde empresarial, mesmo os que já tiverem contratado de forma individual, apenas funcionários que já possuem convênio médico — seja da mesma operadora ou não — podem ficar de fora. 

A grande vantagem do modelo de inclusão compulsório é que essa modalidade costuma ter uma cotação mais barata. 

  • Opcional: Já no modelo de inclusão opcional, a empresa não precisa incluir todos os colaboradores. 

Apesar da flexibilidade, esse formato de inclusão costuma ter uma cotação mais alta, pois menos beneficiários, menor a porcentagem de desconto na mensalidade.

8. Reembolso

O plano de saúde empresarial pode ser contratado com ou sem opção de reembolso. Em planos com reembolso, o beneficiário pode escolher o prestador de serviço que preferir para realizar os serviços cobertos pelo plano, mesmo que ele não seja da rede credenciada. 

Nesse caso, o pagamento é feito pelo colaborador e a operadora do plano realiza o reembolso do valor em no máximo 30 dias. 

9. Entenda as regras de carência no plano de saúde empresarial

Esse ponto deve ser observado com muita atenção, para que não haja surpresas para o seu colaborador.

Geralmente, esses são os períodos máximos de carência:

  • 24 horas: urgência e emergência
  • 180 dias: internações, cirurgias e procedimentos complexos
  • 24 meses: doenças ou lesões preexistentes
  • 300 dias: partos

A operadora pode reduzir os prazos ou até mesmo isentar a carência na contratação do plano de saúde empresarial, mas isso deve ser verificado no ato da cotação e deve constar no contrato, em caso de aceite entre as partes.

10. Com quem adquirir uma cotação transparente

O último ponto principal, mas não menos importante, é saber com quem você vai adquirir o seu plano de saúde empresarial.

Poder contar com uma corretora transparente é crucial na hora de verificar todos os outros pontos abordados aqui.

Por isso, nós da Pluralità oferecemos sem custo, as melhores cotações do mercado, de forma rápida, transparente e digital.

Temos um time de especialistas que promovem um atendimento totalmente dedicado, e isso é fundamental para que você tenha acesso a todas as opções que precisa para atender melhor os seus colaboradores e também o seu custo como empresa.

Você pode realizar uma cotação completa a poucos cliques.

Veja também: