Máscara para andar de bike – Um sopro de ar fresco?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Foi relatado  que “segundo o estudo feito pelo Centro de Pesquisa sobre Energia e Limpeza do Ar (CREA) instituição independente cujo foco é analisar as relações entre a saúde e poluentes, cerca de 11 mil mortes já foram evitadas na Europa devido à queda na concentração de sujeira na atmosfera. O dióxido de nitrogênio (NO2), emitido pela combustão dos motores à explosão, foi o composto que mais apresentou reduções desde o início das quarentenas.” 

Apesar disso, ainda estamos esperando para ver o que acontecerá após a pandemia para nos ajudar a manter o ar o mais limpo possível – o que realmente só pode ser feito tirando mais pessoas de seus carros e escolhendo formas ativas de transporte.

A poluição do ar tem sido uma preocupação crescente em todo o mundo, no entanto, as tentativas de lidar com o problema aqui no Brasil tem tradicionalmente caminhado em ritmo lento. Os planos para proibir a produção de novos carros a gasolina e diesel só vão acontecer em 19 anos e vimos a culpa ser colocada nas ciclovias da capital por causar problemas de congestionamento para os motoristas. 

É claro que, para reduzir a poluição do ar, precisamos encorajar mais pessoas a pedalar, mas muitas vezes parece que o conselho vai contra isso. Os ciclistas Brasileiros não são incentivados a planejar rotas usando estradas secundárias mais calmas e ainda aconselha-se a evitar o ciclismo “durante os horários mais movimentados do dia, especialmente na hora do rush matinal”. Com advertências como essas, além dos níveis recordes de poluição, é fácil ver quantos podem ser adiados e se ater à segurança de um carro ou ônibus.

Uma opção, então, é usar uma máscara para andar de bike, anti-poluição. Antes reservadas para a poluição de Pequim, essas máscaras são agora uma visão cada vez mais comum.

Aqui está o que Ivan, nosso cliente e amigo, tem a dizer …

Já faz cinco anos que ando de bicicleta por São Paulo a caminho do trabalho e volto com bastante fuligem, e nunca havia pensado em usar máscara para andar de bike. Claro, há dias em que você pode sentir o gosto da poluição no ar, e quase não passa um dia sem que um ônibus, táxi ou scooter expele uma fumaça bastante suja em minha direção. Presumo, que prender a respiração por alguns segundos em que você está sentado em uma nuvem escura de gás evitaria qualquer uma das consequências desagradáveis ​​que isso pode trazer.

Então decidi que qualquer coisa que pudesse ajudar a aliviar meus olhos e meu nariz lacrimejantes e parar de espirrar valia a pena tentar. 

Apropriado

Depois de fazer várias medições, incluindo o comprimento do ‘olho ao queixo’, acabei com uma máscara para andar de bike da ultralight Respiro grande. O encaixe parecia confortável e seguro para que nenhuma partícula nociva pudesse entrar furtivamente e se esquivar dos filtros.

Na bike, no entanto, usar a máscara se tornou um problema porque meus Oakleys não cabiam em cima e eu tive que equilibrá-los na ponta do meu nariz. Meus olhos também são bastante sensíveis ao vento, que os óculos normalmente bloqueiam. Como resultado, fiquei com os olhos marejados até o trabalho, o que não era o ideal. Tentei um par alternativo de óculos Poc, alargando e estreitando a ponte flexível do nariz no Respiro, mas não consegui encontrar uma maneira de fazer tudo ficar bem.

Conforto

Durante a semana, pedalo em média12 km, 30 minutos ou mais. Normalmente, isso é bastante tranquilo, mas, conforme os dias ficam mais longos no verão, muitas vezes eu pego uma ou duas horas antes ou depois do trabalho para aumentar o exercício.

As  primeiras vezes que usei máscara para pedalar com respiro foram bastante tranquilas, apenas usando para ir ao trabalho com um  pulso raramente acima de 130. 

Minha parte favorita do trajeto é pedalar pelo Ibirapuera, sem carros. Aqui o ar é limpo, as vias são arborizadas e vazias, e andar com a máscara significa que você não pode realmente aproveitar este refúgio livre de poluição no caminho para o trabalho, o que é uma pena.

Um dia, eu dei algumas voltas antes do trabalho descobri que o respiro realmente não funciona bem quando você está se esforçando. Dois minutos depois de um esforço de nível 7/10, tirei a máscara para andar de bike porque estava muito suado e parecia que eu não estava inspirando o mesmo volume de ar em meus pulmões quando sem a máscara.

O fabricante menciona no site que os esforços anaeróbicos são demais para a máscara. Existem alguns ajustes que você pode fazer em algumas das faixas para ajudar com isso,  incluindo a remoção de algumas das válvulas e filtros. Não me dei ao trabalho de fazer isso por medo  de alterar o desempenho diário da máscara para andar de bike.

Eu tinha alguns outros problemas recorrentes de conforto. A primeira foi a ajuste de metal do nariz, que  ao final de uma viagem de 30 minutos estaria machucando minha pele, que ficava um pouco dolorida com o tempo.

Diferença

Embora estivesse suado dentro da máscara, você certamente pode dizer que o ar que você respira parece mais limpo do que sem a máscara para andar de bike. Em um trajeto suave, onde você está rodeado por  veículos que emitem poluentes, há um aumento tangível na qualidade do ar.

É fácil ver a poluição acumulada nos filtros.

Para mim, pessoalmente, devido ao tipo de ciclismo que faço, descobri que as desvantagens de usar a máscara atualmente superam os benefícios potenciais. Como costumo pedalar em um ritmo acelerado, estava muito  suado, como disse, vou ficar de olho nos níveis de poluição durante o verão e, se eles atingirem níveis mais perigosos como costumam acontecer, acho que estaria preparado para aceitar algumas das desvantagens de um ar mais limpo de curto prazo, especialmente em um trajeto fácil.

A máscara Ultralight custa R$320 os filtros de substituição em torno de R$ 60 (que a Respro recomenda substituir mensalmente).

Embora a máscara não se adequasse ao estilo de ciclismo de Ivan nos meses mais quentes e quando a qualidade do ar foi considerada ‘Boa’ por volta de 1 / 10-3 / 10, pode ser uma opção sensata para o ciclista urbano que pode fazer sua jornada em um ritmo mais tranquilo. Do ponto de vista da saúde pessoal, as máscaras de filtro são uma maneira simples e eficaz de reduzir sua exposição a toxinas prejudiciais quando você estiver na estrada. No entanto, isso nada faz para resolver a verdadeira causa do problema da poluição do ar em nossas cidades, proveniente da fumaça dos veículos motorizados. Precisamos de uma mudança modal que coloque o ciclismo na vanguarda do transporte, mas, me parece impossível.

Porém, nem tudo é negativo. Vários estudos em diversos países mostraram que os benefícios físicos do ciclismo superam os possíveis riscos, tanto de complicações de saúde pela inalação de vapores quanto do perigo no trânsito. Além do mais, o número de mortes causadas pela poluição do ar nacionalmente também diminui à medida que aumenta o ciclismo.

Quer você seja um ciclista de final de semana, ciclista urbano ou participante de corridas no exterior, faça uma cotação de seguro para bicicletas online e descubra como podemos manter seu equipamento seguro.

Compartilhe esta história

Veja também: